sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Com Tizzot



Empresários de toda a região participaram na quinta-feira, em Vera Cruz do Oeste, de uma reunião com o secretário de Estado dos Transportes, Rogério Tizzot. O foco do encontro foi a duplicação da BR 277, no trecho de 75 quilômetros entre Cascavel e Medianeira. Tizzot informou que reconhece como das mais justas a campanha em favor da duplicação e explicou questões contratuais e debates que terminaram por desobrigar a concessionária, anos atrás, a não executar a obra. Mas a boa notícia, conforme Tizzot, é o pedido do governo estadual de que a concessionária inicia estudos de olho na execução dos trabalhos.

Autor: Jean Paterno

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Atitude Foz começa a luta pela BR-277


Apesar de ser considerada a principal ligação entre o Paraná e países dos Mercosul e receber cerca de 76% do fluxo de turistas que chega a Foz do Iguaçu, a BR-277 ainda não é totalmente duplicada no Oeste do estado. A importância da rodovia para a região fez a população de Foz do Iguaçu escolher a duplicação como tema prioritário para uma campanha da Rede Paranaense de Comunicação (RPC) no próximo ano. Ontem foi realizada a primeira reunião do comitê encarregado de conduzir os trabalhos, durante o evento Atitude Foz, promovido pela RPC.

O comitê é formado por oito pessoas, entre lideranças regionais e representantes da RPCTV. Integram o grupo membros das associações comercias de Cascavel, Carlos Roberto Guedes; de Medianeira, André Matté; de Toledo, Joel Loh; e de Foz do Iguaçu, Elizangêla de Paula Kuhn; o gerente do departamento de Obras e Manutenção da Itaipu Binacional, Andreas Arion Schwarz; o gerente geral da RPCTV Cataratas de Foz do Iguaçu, Daniel Michelazzo; e o gerente-geral da RPCTV Oeste, João Grande. Dois representantes do poder público também serão escolhidos para integrar o grupo.

Michelazzo diz que inicialmente o comitê fará um levantamento de informações, definirá uma agenda para os trabalhos e nomes para ocupar as duas vagas restantes. Uma série de reuniões está programada para ser realizada na região. A primeira delas em Foz do Iguaçu, no dia 8 de dezembro.

A duplicação da BR-277 já era uma bandeira das associações comerciais da região Oeste. As instituições haviam iniciado um movimento em prol da duplicação. Agora as lideranças comerciais passam a somar esforços na campanha liderada pela RPC. “Até então o movimento estava nas associações comerciais e clubes de serviço. Agora vai começar a atingir a população”, diz o representante da Acic, Carlos Roberto Guedes. O evento reuniu 67 pessoas, incluindo o diretor da Unidade TV do Grupo RPC, Luiz Vieira, e a diretora do Instituto RPC, Clarice López de Alda.

Rodovia

A BR-277 tem cerca de 150 quilômetros no trecho Cascavel-Foz do Iguaçu. Desse total, 70 quilômetros, entre as cidades de Media­­neira e o trevo de Capitão Leô­­nidas Marques, ainda não estão duplicados. Mesmo assim, a população paga R$ 9,20 de pedágio em São Miguel do Iguaçu e outros R$ 7,10 em Céu Azul. Segundo estimativas do comitê, o custo da duplicação da via é de R$ 100 milhões.

A falta da via dupla implica na ocorrência frequente de acidentes e atrapalha o desenvolvimento econômico da região. O inspetor-chefe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Foz do Iguaçu, Ricardo Schneider, diz que entre janeiro e outubro deste ano 22 pessoas morreram nos 70 quilômetros do trecho de pista simples. No ano passado o número foi de 13. “Em pistas de trecho simples a gravidade das lesões e as vítimas fatais aumentam principalmente em colisões frontais”, diz.

A concessionária Ecocataratas diz que qualquer obra relativa ao aumento na capacidade na BR-277, como duplicações e viadutos, só pode ser realizada com a autorização prévia do Depar­­tamento de Estradas de Rodagem do Paraná. A empresa alega que a duplicação do trecho estava prevista no contrato de concessão assinado em 1997. No entanto, como houve um contrato preliminar entre a concessionária e o governo do estado, que reduziu as tarifas em 2004, as obras foram retiradas do contrato inicial para garantia do equilíbrio econômico-financeiro. A concessionária ainda diz que concorda com a obra.

Publicado em 26/11/2009 | Denise Paro
http://portal.rpc.com.br/gazetadopovo/vidaecidadania/conteudo.phtml?id=948473&ch

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Opinião do Sr. Orlando Pagnussatti sobre a Duplicação da BR 277

Sobre a duplicação da BR 277. Não conheço o contrato que rege a concessão do pedágio. Mas conheço o trânsito da BR 277. Minha sugestão é a retomada das rodovias pedagiadas do Paraná, mediante consulta plebiscitária. Eventual indenização por “quebra” de contrato seria dirimida ou por acordo trazendo a valor presente os recursos arrecadados pelas concessionárias até então ou pela Justiça. A partir da consulta plebiscitária, caso aprovada, seria criada Entidade específica, envolvendo representantes das diversas áreas da comunidade, inclusive representante do Governo, com Conselho de Administração e Diretoria Executiva e Conselho Fiscal, para administrar a Entidade. Como premissa básica, buscar recursos externos especialmente de organismos como Banco Mundial e outros, com taxas módicas de juros, e de imediato desenvolver trabalhos no sentido de iniciar a duplicação e melhorias em toda a extensão da BR 277. Se for o caso, os valores atuais do pedágio poderiam continuar a ser cobrados por determinado tempo até a quitação do financiamento obtido. Ou então, reduzir para valores menores o suficiente para fazer frente ao pagamento das parcelas do financiamento obtido. Seria uma maneira, salvo maior juízo, inteligente de resolver a questão da duplicação, melhoria de rodovias menores que demandam à BRR 277, além de piloto para implantação em outras rodovias do estado. Orlando Pagnussatti, de Marechal Cândido Rondon/PR

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

A luta pela duplicação da BR 277 continua

Audiências públicas estão sendo marcadas na busca de encontrar uma solução para o problema


No último dia 10, a Comissão Pró-Duplicação da BR 277, encabeçada pela ACIME – Associação Empresarial de Medianeira, reuniu-se para avaliar as ações desenvolvidas e ouvir novas propostas dos membros. A idéia é mobilizar a comunidade para que esta se sinta parte do processo na busca da melhor solução.
Várias são as questões levantadas pelos integrantes da comissão, sendo as principais: - Numa suposta duplicação a concessionária Ecocataratas sinaliza para a necessidade de majoração das tarifas; - Qual o custo ou “preço” para o usuário numa eventual duplicação; - Dados econômicos dão conta que a T.I.R (taxa interna de retorno ou lucro) é extremamente favorável à Concessionária e muito acima do que foi prevista no contrato inicial;
Embora já se tenha criado um clima favorável para a discussão do tema, a Comissão Pró-Duplicação da BR 277 entende também que é necessário um maior engajamento de nossos representantes políticos.
Não obstante estas dificuldades, a comunidade e suas representações estão se organizando e estudando novas ações para reivindicar seus direitos e entre elas a Caciopar está programando um Seminário para a Região Oeste que vai tratar exclusivamente da duplicação, entre outras ações de âmbito regional e estadual. A comissão de Medianeira estará participando deste Seminário com o propósito de levar alternativas a serem implementadas. Por sua vez a ACAMOP – Associação das Câmaras Municipais do Oeste também está se mobilizando através de audiências públicas que iniciarão nesta quarta-feira em Matelândia, às 19:30 horas na Câmara Municipal de Vereadores, e em Medianeira no próximo dia 25 às 19:30 horas. Na oportunidade serão apresentados a comunidade todos os dados relativos ao contrato como também a coleta de assinaturas para dar inicio a Ação Popular contra a Concessionária.


Assessoria de imprensa ACIME

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Apoio de Peso


Apoio de peso

Empresários da região de Medianeira entregaram fim de semana uma camiseta do Movimento Duplicação pela Vida, campanha em desenvolvimento e que pede a pavimentação da segunda pista em um trecho de 75 quilômetros entre Cascavel e Medianeira, ao prefeito de Curitiba, Beto Richa. Beto cumpriu extensa agenda de compromissos políticos pela região. "Essa é uma campanha mais do que justa, porque foca o desenvolvimento e principalmente a proteção da vida das pessoas que diariamente trafegam pela 277", afirmou.


Crédito: Divulgação

Rotarianos apoiam a campanha pela duplicação


Rotarianos apoiam a campanha pela duplicação

Rotarianos ligados ao distrito 4640 receberam no fim de semana informações sobre campanha inédita que defende a duplicação da BR 277 entre Cascavel e Medianeira. Os detalhes da ação foram apresentados pelo presidente da Caciopar, Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Oeste do Paraná, Guido Bresolin Júnior.
Dezenove placas com 36 metros quadrados cada foram instaladas nos 140 quilômetros entre Cascavel e Foz do Iguaçu. O objetivo é sensibilizar líderes dos mais diversos setores sobre a importância de uma obra vital para a economia, mas principalmente para preservar vidas. Os outdoors ficarão instalados até março de 2011. Além da Caciopar, participam a Fiep, a Faciap, associações comerciais e empresas.
A região cobra há mais de 20 anos pela duplicação da rodovia, um dos principais acessos rodoviários do Sul do Brasil, o caminho das Cataratas, uma das belezas naturais mais visitadas do mundo, e também é ligação ao Paraguai e Argentina. Já há avanços com a campanha, segundo Guido, como a disposição das partes envolvidas, a concessionária e a Secretaria de Estado dos Transportes, de dialogar sobre a obra.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Duplicação? " Chega de esperar"


Depois de 12 anos de pedágio,com preços abusivos e sem benfeitorias nas estradas do Paraná,a sociedade organizada,entidades e parlamentares da região Oeste do estado resolveram dar um grito de "chega de esperar" e vão reivindicar duplicação já do trecho da BR 277 entre Cascavel e Medianeira.Para tanto,a ACAMOP reuniu vereadores da região para discutir uma pauta de ações que fazem parte da chamada " Frente Parlamentar pela Duplicação da BR277".A Estratégia agora,segundo o presidente da entidade,Julio Cesar Leme da silva ( PMDB -Cascavel),será a realização de audiências públicas com a finalidade de propor uma ação popular na justiça pedindo o cumprimento do contrato e a duplicação imediata do trecho em questão.


MORTES


Durante a reunião,Julio Cesar mostrou dados preocupantes sobre a rodovia: entre os anos de 2007 e 2009,foram mais de 90 mortes no trecho entre Cascavel e Medianeira e mais de 2.400 acidentes."Nós ,vereadores eleitos pelo povo,temos que fazer algo em prol da duplicação imediata da BR 277,já que pessoas estão morrendo nessa rodovia por descaso dos responsáveis",comenta Julio.


AGENDA


Anote ai a agenda de audiências públicas : 8 de Novembro em Matelândia,19 de Novembro em Medianeira, 25 de Novembro em céu Azul,26 de Novembro em Santa Tereza do Oeste,29 de Novembro em Serranópolis do Iguaçu, 2 de Dezembro em Missal e 4 de Dezembro em Cascavel.

Spot Campanha Duplicação Pela Vida

Clique e ouça spot da campanha Duplicação Pela Vida:


video

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Foz adere à campanha pela duplicação da 277

A última das 19 placas de uma ação inédita foi inaugurada na sexta-feira no km 724 da BR 277 em Foz do Iguaçu. A Campanha Duplicação pela Vida reforça uma luta de mais de 20 anos e que pede a construção da segunda pista em um trecho de 70 quilômetros da rodovia, entre Cascavel e Medianeira. “Essa é uma reivindicação justa e que, além de desenvolvimento, propõe-se a preservar vidas”, diz o presidente da Faciap, Ardisson Naim Akel, um dos líderes que acompanharam o ato em Foz do Iguaçu.


Antes de Foz, o presidente da Caciopar, Guido Bresolin Júnior, comandou a inauguração dos painéis gigantes em São Miguel do Iguaçu e em Santa Terezinha de Itaipu. “A receptividade regional, das maiores da história por uma única causa, é uma clara demonstração da importância dessa obra”, segundo Guido, para quem o Oeste do Paraná há muito fez por merecer a duplicação, orçada em R$ 100 milhões. Por sugestão do deputado estadual José Lemos (PT), uma frente parlamentar passa a trabalhar o tema na Assembleia Legislativa do Estado.



Cada painel instalado às margens da 277, entre Cascavel e Foz do Iguaçu, tem 32 metros quadrados e será mantido até março de 2011. O objetivo é sensibilizar as autoridades para que essa obra aconteça de uma vez por todas, conforme Guido Bresolin Júnior. Os primeiros resultados práticos da campanha, que tem apoio de toda a imprensa regional, já começam a aparecer. Pela primeira vez em seis anos, DER e Concessionária voltam a dialogar para encontrar saídas para acelerar a duplicação.

Assessoria de imprensa Caciopar

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Comissão pensa estratégias de duplicação



O Conselho Pró-Duplicação da BR-277, formado por associações comerciais do Centro-Sul e do Oeste do Paraná, coordenadorias regionais da Fiep, sindicatos e entidades, esteve reunido na tarde de quarta-feira em Cascavel. No encontro foi definida a realização de três seminários: em Cascavel, em novembro; Guarapuava, em fevereiro; e Ponta Grossa, em março.O objetivo do conselho é organizar as reivindicações de cada região e dar legitimidade para os pleitos. De acordo com o presidente da Acig, Valdir Grigolo, o conselho não interferirá nas ações individuais de cada associação comercial.Desde 2006 a Acig batalha pela duplicação. Em agosto deste ano (26/08), a Acig sediou a primeira reunião para tratar do tema, com presença de associações comerciais de todo Estado, bem como de coordenadorias regionais da Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná). Além de dar o primeiro passo para a criação do conselho, a Acig busca o comprometimento de autoridades políticas para que a duplicação aconteça. Na última sexta-feira (02/10), foi a vez do senador Alvaro Dias receber, na sede da associação, documento com as reivindicações.Grigolo destacou que a mobilização das entidades faz aumentar as chances de que a duplicação ocorra antes do que prevê o contrato (2019). Segundo o presidente da Acig, há necessidade de que a rodovia seja duplicada antes disso, sob risco de ficar estrangulada, prejudicando o desenvolvimento econômico do Estado, além de elevar o risco de acidentes de trânsito.

Assessoria Aciag - Guarapuava

Vídeos sobre a Duplicação da BR 277

Clique nos links abaixo e assista a vídeos sobre a campanha Duplicação Pela Vida e relacionados com a Duplicação da BR 277. Os vídeos foram exibidos no Paraná TV, da RPC Oeste.

-Duplicação BR 277, exibido Paraná TV 2ª Edição, dia 18/09:
http://portal.rpc.com.br/tv/oeste/video.phtml?Servic_ID=&Video_ID=59112

-Pela duplicação, exibido Paraná TV 1ª Edição, dia 16/09:
http://portal.rpc.com.br/tv/oeste/video.phtml?ProgDia=5&Servic_ID=&Video_ID=58751

-Pela duplicação, exibido Paraná TV 1ª Edição, dia 22/09:
http://portal.rpc.com.br/tv/cataratas/video.phtml?Video_ID=59434&Programa=paranatv1edicao

-Duplicação na 277, exibido Paraná TV 1ª Edição, dia 24/09:
http://portal.rpc.com.br/tv/cataratas/video.phtml?ProgDia=8&Servic_ID=&Video_ID=59696


Você pode salvar os vídeos em seu computador, é só clicar em "download", do lado direito de cada vídeo.

Caciopar.